sábado, 1 de setembro de 2012

Triunfo de Filipe Gonçalves com lampejos de qualidade de Marcos e Carreiras.

Tauromaquia: Na corrida de toiros de 18 de Agosto “Concurso de Ganadarias.

Reportagem: Bruno Paparrola / Joaquim José Paparrola (fotos).

A Praça de Toiros do Sitio da Nazaré recebeu no passado dia 18 de Agosto mais uma corrida de toiros “Concurso de Ganadarias”, Palha, Prudêncio, David Ribeiro Telles, Herdeiros Infante da Câmara, Oliveira e Irmãos e Herds.António Silva, que disputaram o troféu para o melhor toiro. Em Praça estiveram os Cavaleiros: Rui Salvador, Sónia Matias, Filipe Gonçalves, Marcos Bastinhas, Duarte Pinto e Tiago Carreiras. Os forcados que actuarão nesta corrida foram os Amadores de Santarém e Montemor, capitaneados respectivamente pelos cabos Diogo Sepúlveda e José Maria Cortes.

Abriu praça o cavaleiro Rui Salvador, que teve uma actuação condicionada devido às poucas condições de lide que o toiro da ganadaria Palha colocou visto não ter transmissão onde cedo se refugiou em tábuas. Salvador com toda a sua garra que lhe é conhecida teve de pisar terrenos de compromisso para deixar a ferragem curta.
De destacar o primeiro ferro curto de frente a consentir ao estribo que resultou muito bem.

Sónia sem sorte no seu exemplar.
A segunda lide da noite esteve a cargo de Sónia Matias e diga-se que também não teve muita sorte no toiro da ganadaria Prudêncio que teve pela frente, um toiro que pareceu ser “burricego” que não via muito bem, a cavaleira nas passagens em falso que executava o toiro não correspondia e isso de alguma forma condicionou a lide de Sónia Matias. Ainda assim Sónia Matias não baixou os braços e foi “para cima” do toiro onde deixou a ferragem curta da ordem.

Filipe Gonçalves obteve êxito na Nazaré.
A terceira lide da noite esteve a cargo do cavaleiro algarvio Filipe Gonçalves, que obteve grande triunfo neste seu regresso à Nazaré.
Lidou um bom toiro da ganadaria de David Ribeiro Telles, tendo uma lide vibrante e muito bem conseguida.
Montado no cavalo craque da sua quadra de nome “Universo” esteve bem nas preparação das sortes levando o toiro bem pelo corredor das tábuas, para depois em sortes cambiadas cravar ferros vibrantes e que em muito agradaram aos aficionados presentes no tauródromo nazareno.
Culminou a sua muito actuação com um bom ferro deixando-se ver de frente e com um violino montado no cavalo de nome “Xique”, famoso cavalo que adorna as sortes batendo as palmas.

Marcos com passagem positiva pela Nazaré.
O quarto cavaleiro da noite a actuar foi Marcos Bastinhas, que foi protagonista de uma boa lide perante um toiro da ganadaria de Herds.Infante da Câmara que por vezes faltava transmissão na hora da investida. Marco Bastinhas abordou-o num toureio frontal, deixando ferros de boa nota com grande destaque para o terceiro curto montado no cavalo de nome “Nilo”.
Culminou a sua boa prestação com um bom par de banderilhas montado no cavalo “Cartier”.

Duarte Pinto em noite infeliz.
A quinta lide da noite esteve a cargo do cavaleiro Duarte Pinto, que teve em noite desacertada na lide do toiro da ganadaria de Oliveiras e Irmãos, de saída montado no cavalo “Visconde” no seu primeiro ferro comprido apesar de ter entrado bem pelos terrenos do toiro consentiu um toque na sua montada tendo assim manchado este ferro que não fosse o toque tinha sido de boa nota.
Nos curtos montado no cavalo “Vigo”, esteve irregular no momento da cravagem da ferragem curta, preparando bem as sortes para deixar o toiro em sorte mas no momento da reunião a não ser feliz deixando alguns ferros “pescados”.

Tiago Carreiras em plano de ascensão.
A última lide da noite foi executada pelo cavaleiro Tiago Carreiras que teve uma boa prestação perante aquele que foi o melhor toiro da corrida da ganadaria de Herds. António Silva. Uma lide que começou muito bem com dois bons ferros de frente, e depois nos curtos montado no cavalo de nome “Quirino”, deu um recital de brega cingida impressionante antes e depois nos remates das sortes, destacando alguns de ferros em sorte frontal bem conseguidos e que chegaram com força às bancadas.
Terminou a sua boa lide com um bom par de bandarilhas no corredor das tábuas, perante um toiro colaborador e que permitiu boa lide ao cavaleiro de Casa Branca (Sousel).

No que diz respeito à forcadagem, a primeira pega da noite esteve a cargo do forcado dos Amadores de Santarém, António Imaginário que se fechou à córnea ao terceiro intento. A segunda pega da noite foi executada pelo forcado dos Amadores de Montemor, Francisco Borges que efectuou boa pega à córnea, à primeira tentativa.
A terceira da noite esteve a cargo do forcado António Grave de Jesus do grupo de Forcados Amadores de Santarém, tendo efectuado uma pega segura à córnea, à primeira tentativa. A quarta pega da noite esteve a cargo do forcado dos Amadores de Montemor, António Vacas de Carvalho, que fechou à córnea ao terceiro intento.
A penúltima pega da noite esteve a cargo de um forcado dos Amadores de Santarém, que dobrou João Goes que se lesionou no braço esquerdo, tendo-se fechado à córnea ao terceiro intento. A sexta e última pega da noite estiveram a cargo do forcado dos Amadores de Montemor, João Romão, que se fechou à córnea, e ao primeiro intento.






Sem comentários:

Enviar um comentário