segunda-feira, 20 de junho de 2011

"Ventura no regresso a Lisboa"



O rojoneador luso-espanhol Diego Ventura, o “Furacão”, estará de regresso ao Campo Pequeno, na corrida de 30 de Junho, numa temporada em que as suas actuações se contam por êxitos de porta grande. Para Diego Ventura, a temporada de 2011 tem sido triunfal dada a quantidade, mas sobretudo a qualidade dos seus triunfos, de que se destacam duas saídas em ombros de Las Ventas (Madrid), nos dias 21 de Maio e 12 de Junho. No domingo, voltou a sair em ombros, em Istres (França), repetindo o êxito de dois dias antes, em Granada.
Para alternar com o “Furacão” estarão em praça o consagrado Rui Salvador com uma carreira de 27 anos recheada de êxitos, e uma das grandes promessas do toureio a cavalo, Francisco Palha, que se apresenta no Campo Pequeno credenciado por uma notável actuação em Sevilha, onde cortou uma orelha.
Pegam os valorosos grupos de forcados amadores de Santarém e de Évora, capitaneados respectivamente por Diogo Sepúlveda e Bernardo Patinhas.
Serão lidados seis bonitos toiros de Maria Guiomar Cortes Moura, ganadaria de encaste Murube-Urquijo, que se estreou em 1963, em Portalegre.

Fonte: SRUCP - Soc. Renovação Urbana Campo Pequeno, S.A.

Recordar...Francisco Rivera "Paquirri".


Hoje venho-vos falar um pouco do grande matador de toiros que foi Francisco Rivera "Paquirri", toureiro espanhol adorado por multidões de aficionados.

Nasceu a 5 de Março de 1948 na localidade de Zahares de los Atunes, em Espanha, apresentou-se ao público no ano de 1962 na localidade de Barbate.

O debute como novilheiro deu-se no ano de 1964, na Praça de Toiros de Cádiz, tirou a alternativa de matador de toiros na data de 11 de Agosto de 1966 na Monumental de Barcelona tendo sido seu padrinho o também matador de toiros Paco Camino e como testemunha Santiago Marín "El Viti", confirmou a alternativa na Monumental de Las Ventas, em Madrid no ano seguinte.
Debutou na Monumental do Campo Pequeno no dia 11 de Maio de 1969.


Morreu no seu posto, a tourear, no dia 26 de Setembro de 1984 na Praça de Toiros de Pozoblanco, mais concretamente em Córdoba, tendo sofrido a colhida fatal de um Toiro de nome "Avispado" pertencente á ganadaria Sayalero e Bandrés.


Contudo deixou três filhos, dois deles conhecidos matadores de toiros (Francisco Rivera Ordoñez "Paquirri" e Cayetano Rivera Ordoñez, que continuam a honrar o nome do seu pai por praças de toiros espalhadas pela américa latina e a nivel ibérico.



Foto:DR.