terça-feira, 21 de agosto de 2012

Triunfo de João Salgueiro e boa actuação de António Ribeiro Telles na Nazaré.

João Salgueiro
Reportagem: Bruno Paparrola/Joaquim José Paparrola (foto). 

No passado dia 4 de Agosto realizou-se uma corrida mista, o cartel foi composto pelos cavaleiros: António Ribeiro Telles e João Salgueiro; e os Matadores de Toiros: Victor Mendes e António João Ferreira. Pegaram três toiros da ganadaria portuguesa de Falé Filipe, o grupo de Forcados Amadores de Vila Franca de Xira.

A primeira lide da noite esteve a cargo de António Ribeiro Telles e de João Salgueiro, onde mostraram entrosamento na lide do primeiro toiro algo mansote, cravando alguns ferros de mérito.

De seguida actuou o matador de toiros português Victor Mendes.
No tércio de capote esteve a gosto desenvolvendo boas séries de verónicas e chicuelinas, com o toiro a corresponder.
Nas bandarilhas destaque para a voltareta que António João Ferreira foi alvo na altura em que dava alguns capotazos ao toiro, mas sem consequências de maior.
Na muleta Victor Mendes teve de se esforçar bastante para ter algum êxito na sua actuação, perante um toiro com investidas algo bruscas e que não tinha continuidade nos muletazos que o diestro de Marinhais lhe dava.
Ainda assim conseguiu alguns muletazos de valor, como uma sequência de molinetes conseguidos junto às tábuas e alguns derechazos de valor quase na parte final da sua lide.

No seu segundo mostrou toda a sua maestria, esteve a gosto executando um toureio de chegar às bancadas, diversificando o seu toureio. Nas bandarilhas esteve poderoso cravando um par de grande valor, o mesmo dizendo de António João Ferreira neste tércio.

O terceiro toiro da noite esteve a cargo do matador de toiros vilafranquense António João Ferreira que foi protagonista de uma boa actuação perante um toiro colaborador. No capote executou uma bonita série de verónicas e chicuelinas, tendo de seguida no tércio de muleta efectuado bons derechazos com a mão baixa e alguns naturais largos, que agradaram bastante aos aficionados presentes no tauródromo nazareno.

O seu segundo toiro foi diferente, teve de puxar dos galões para sair por cima do seu oponente, que tinha pouca investida e transmissão, tendo António João Ferreira praticado um toureio de adorno de maneira a poder ultrapassar as dificuldades deste toiro.

António Ribeiro Telles lidou o quarto toiro da noite e diga-se que esteve muito bem, nos compridos montado no cavalo de nome “Ópio” cravou três em sorte frontal.
Nos curtos montado num dos seus cavalos “craques” de nome “Xairel” fez valer a sua maestria e toreria para executar uma lide à boa maneira portuguesa.
Excelente na colocação do toiro para as sortes e daí partir para o toiro de frente e cravar de alto a baixo, ferros de muita classe consentindo ao estribo, perante de um toiro de nobres investidas que serviu para a boa lide do cavaleiro da Torrinha.

O quinto da noite foi lidado pelo cavaleiro João Salgueiro, e diga-se que alcançou um grande triunfo na Nazaré, no seu regresso depois de muitos anos de ausência.
De saída montado na égua de nome “Nátia” esteve bem a parar o toiro, cravando dois compridos em sorte frontal, de onde se destaca o primeiro citando de largo para depois de frente cravar um bom ferro comprido.

Nos curtos esteve portentoso montado no cavalo craque da sua quadra “Zamorino”, o primeiro ferro curto foi de arrepiar com o toiro no centro da praça o cavaleiro de Valada do Ribatejo junto à porta dos curros citou, deixando-se ver, depois arrancou para o toiro com este último a investir e João Salgueiro a cravar consentindo ao estribo, um grandioso ferro curto que pôs em alvoroço as bancadas.
A maneira como contrariou a querença do toiro, que se refugiava em tábuas, o cavalo “Zamorino” em grande destaque na maneira como ia à cara do toiro de maneira a colocá-lo nos melhores terrenos. Salgueiro continuou a sua lide triunfal com mais uns quantos bons ferros, rematados com piruetas vibrantes na cara dos toiros.

No que diz respeito à forcadagem pegaram os três toiros da ganadaria de Falé Filipe, os Forcados Amadores de Vila Franca de Xira capitaneados pelo cabo Ricardo Castelo.
A primeira pega da noite esteve a cargo de Ricardo Patusco que se fechou à córnea à primeira tentativa, Márcio Francisco à córnea e à primeira tentativa e Pedro Henrique à córnea à primeira tentativa.


Sem comentários:

Enviar um comentário