segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Salvador, Rouxinol e Telles Jr., em grande na Nazaré.

Reportagem de Bruno Paparrola e Joaquim José Paparrola

A Praça de Toiros do Sitio da Nazaré recebeu no passado sábado dia 20 de Agosto, mais uma grandiosa corrida de toiros onde houve concurso de ganadarias e pegas Com a melhor assistência da temporada até a este momento, assistiu-se a bons momentos de toureio. Abriu praça o cavaleiro de Tomar, Rui Salvador que protagonizou uma lide muito positiva. Salvador teve pela frente um toiro que arrancava bem no momento da reunião, tendo o primeiro aproveitado este factor para ir de frente carregando a sorte para depois cravar ferros curtos de grande mérito, numa lide de bastante raça e entrega.

O segundo cavaleiro a actuar foi Luís Rouxinol, que demonstrou mais uma vez o porquê de ocupar os lugares cimeiros do panorama taurino nacional.
Lidou um toiro colaborador, com muita bravura e que encaixou perfeitamente no seu estilo de lide, numa actuação sempre ritmada e com ligação ao publico,
Rouxinol desenhou bem os quarteios, para depois de alto a baixo cravar excelentes ferros curtos montando o cavalo craque da sua quadra "Ulisses". Culminou a sua boa lide com um espectacular par de bandarilhas, com que fechou a sua actuação.



A terceira lide da noite esteve a cargo do cavaleiro escalabitano José Manuel Duarte, que esteve bastante bem na sua actuação, tendo alguma trabalho para que o toiro se conseguisse fixar na montada.
Logo nos compridos, esteve bem, cravando dois excelentes ferros à tira, nos curtos andou a gosto cravando bons ferros, depois de abrir bem os "quarteios.".



O quarto cavaleiro a actuar na arena da Nazaré, foi João Pedro Cerejo que não teve nenhuma situação de destaque na lide, limitando-se a fazer corridas entre o seu cavalo e o toiro tendo sido colhido numa dessas ocasiões.
A quinta lide da noite este por conta da cavaleira Sónia Matias, que teve uma actuação algo inglória devido ao toiro que lhe calhou sorte ter um defeito de visão, dificultando o labor à cavaleiro lisboeta.
Sónia bem tentou dar a volta a essa situação mas o esforço foi inglório, tendo esta se limitado a deixar os ferros da ordem no toiro.
A última lide da noite esteve a cargo do cavaleiro da Torrinha, João Telles Jr. Que novamente à Nazaré alcançar um bom triunfo.
Entendeu bem o toiro do seu lote, elegendo bem os terrenos colocando o toiro em sorte, para depois com ligeiras batidas ao piton contrário cravar ferros que empolgaram os aficionados presentes que encheram novamente o tauródromo nazareno.
Terminou a sua boa actuação com bom ferro "violino".



No que às pegas diz respeito, a primeira da noite esteve a cargo do forcado do Aposento do Barrete Verde de Alcochete, que executou excelente pega à córnea, consumada à segunda tentativa.
A segunda pega da noite pertenceu aos Amadores da Chamusca, tendo o forcado da cara executado grandiosa pega à córnea, consumada à primeira tentativa.
O terceiro grupo de forcados a pegar foi o do Aposento da Chamusca, com o forcado Francisco Montoya a consumar à primeira tentativa uma excelente pega à barbela.
A quarta pega da noite foi executada pelo cabo do Aposento do Barrete Verde de Alcochete, João Salvação fez uma grande pega à córnea, consumada à primeira tentativa.
O cabo do grupo dos Amadores da Chamusca, Nuno Marques executou uma pega segura, consumada à primeira tentativa.
A última pega da noite foi executada pelo cabo do Aposento da Chamusca, Pedro Coelho dos Reis, que fez uma grande pega também, fechando-se à córnea, consumando À primeira tentativa.
Em relação aos prémios em disputa, o troféu para o melhor toiro foi entregue à ganadaria Prudêncio, que calhou em sorte ao cavaleiro de Pegões, Luís Rouxinol.
Nas pegas o prémio não foi atribuído devido a um empate, ficando para o dia 8 de Setembro a disputa deste mesmo troféu entre os grupos de forcados presentes nesta corrida, numa agradável e justa decisão de Rui Bento Vasques.

1 comentário: