segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Morante de la Puebla


Morante de la Puebla
José António Morante Camacho (Morante de la Puebla), nasceu na localidade sevilhana de La Puebla del Río (Sevilha, Espanha) a 2 de Outubro de 1979 e é considerado uma das grandes Figuras do Toureio a Pé atual, mas já lá vamos.

Morante na execução de uma templada Verónica
Morante de la Puebla desde muito novo teve o sonho de ser toureiro ainda por cima vivendo numa região de Espanha em que se “transpira” Tauromaquia como é o caso de Sevilha e em que passava grande parte das suas brincadeiras infantis a brincar como Toureiro pelas ruas de Puebla del Río.
Com 5 anos de idade já toureava bezerras sendo que fez o seu percurso como Bezerrista durante 15 anos até debutar como Novilheiro a 16 de Abril de 1994 na localidade espanhola de Guillena (Sevilha, Espanha).

Quite por Chicuelinas na Real Maestranza de Sevilha (Sevilha, Espanha), a "sua" praça
Volvidos três anos, a 29 de Junho de 1997 na localidade espanhola de Burgos (Espanha), tirou a alternativa como Matador de Toiros tendo como Padrinho de Alternativa o matador de toiros colombiano César Rincón e como testemunha o matador de toiros Fernando Cepeda, lidando-se nessa corrida toiros da ganadaria espanhola de Juan Pedro Domecq.

Derechazo com a mão baixa com uma bonita investida do toiro na muleta

Morante confirmou a sua alternativa como Matador de Toiros, a 14 de Maio de 1998 na Monumental Praça de Toiros de Las Ventas (Madrid, Espanha), tendo como Padrinho o matador de toiros espanhol Júlio Aparício e como testemunha o também matador de toiros espanhol Manuel Díaz “El Cordobés”. É um toureiro com presença sempre assegurada nas principais feiras das Américas (Colômbia, Venezuela, México, Equador, Perú) e de Espanha e França.

Trincherazo cingido em Sevilha (Espanha)  
Em Ronda (Málaga, Espanha), num bonito cite sentando numa cadeira esperando a investida do toiro
Preparando-se para deixar o par de "Rosas", naquele que foi um momento de grande apoteose na praça rondeña 
No ano de 2013, Morante de la Puebla encerrou-se com seis toiros em Ronda (Málaga, Espanha), proporcionando uma grande tarde de toiros tendo até bandarilhado com grande emoção e valentia, situação não habitual no reportório do toureiro de Sevilha.

O toureio de Morante de la Puebla define-se como clássico e de verdade, se bem que o mesmo é capaz de ter faenas de sonho como de grande fracasso, claro que pode acontecer a qualquer toureiro mas em relação a Morante estes dois aspectos tem sido bastante regulares durante a longa carreira como toureiro, encontrando-se no seu estado de espírito a explicação para estas duas situações que têm tido intervenção importante na vida e carreira do toureiro de La Puebla del Río, sendo considerado como um “Génio do Toureio” quando está com disposição faz um toureio puro e de verdade, quando está em baixo as suas atuações ficam muito abaixo do esperado escutando muitas das vezes broncas do público presente nas corridas em que atua.

Fotos: ABC.es, D.R.

Sem comentários:

Enviar um comentário