sábado, 14 de novembro de 2015

Diego Urdiales

Diego Urdiales
Diego Urdiales Hernández (Diego Urdiales), nasceu em Arnedo (La Rioja, Espanha) a 31 de Maio de 1975.
Diego Urdiales na execução de uma bonita e templada Meia Verónica
Apresentou-se em público a 19 de Março de 1988 na Praça de Toiros de Arnedo (Espanha), tendo a 2 de Outubro desse mesmo ano se trajado de luces pela primeira vez.
Urdiales fez o seu debute em público a 21 de Março de 1992 na sua terra natal, tendo-se apresentado como Novilheiro a 9 de Março de 1997 na Monumental Praça de Toiros de Las Ventas (Madrid, Espanha).

A alternativa como Matador de Toiros viria a chegar a 15 de Agosto de 1999 na localidade francesa de Dax (França), tendo como padrinho de alternativa o matador de toiros espanhol Paco Ojeda e como testemunha o também matador de toiros espanhol Manuel Díaz “El Cordobés”, lidando-se nessa corrida toiros da ganadaria espanhola de Puerta Hermanos, confirmando a alternativa como matador de toiros a 8 de Julho de 2001 em Madrid, tendo como padrinho o matador de toiros espanhol Carlos Escolar “Frascuelo” e como testemunha o matador de toiros espanhol Jesús Peréz “El Madrileño”, lidando-se toiros da ganadaria espanhola de Guardiola Fantoni.

Toureando ao Natural
Trincherazo de Diego Urdiales em Madrid (Espanha)
Como 11 anos de idade Diego Urdiales ingressou na já extinta Escola de Toureio de Arnedo, fazendo de seguida grande carreira como Novilheiro e após muitos anos de luta a encontrar o seu lugar no meio das principais figuras sendo que é bem distinto do resto das outras chamadas Figuras da atualidade, toureando corridas das chamadas “ganadarias duras “ como são os casos de Miuras, Palhas, Adolfo Martín, ou seja toiros que muitos dos principais matadores de toiros da atualidade não gostam de tourear.
Tremendo Passe de Peito executado na Praça de Toiros de Bilbau (País Basco, Espanha)

O toureio de Diego Urdiales define-se como clássico, fazendo do seu mando, técnica e poderio as suas grandes virtudes, tentando sempre tirar o melhor partido da bravura ou não dos toiros que tem pela frente, é neste momento um dos máximos expoentes do toureio clássico daí ser incluído nas principais feiras taurinas de Espanha e agora nas Américas.


Fotos:D.R.

Sem comentários:

Enviar um comentário