terça-feira, 13 de agosto de 2013

Entrevista exclusiva ao cavaleiro tauromáquico João Maria Branco.

João Maria Branco falou em exclusivo ao blog tauromáquico Quiebros e Chicuelinas.
O blog tauromáquico Quiebros e Chicuelinas esteve no passado sábado pela tarde depois do sorteio dos toiros para mais uma corrida de toiros na Praça de Toiros do Sitío da Nazaré, a entrevistar o cavaleiro João Maria Branco numa bancada da bonita Praça de Toiros do Sitío da Nazaré.

Entrevista: Bruno Paparrola.

Foto:  Joaquim José Paparrola (Quiebros e Chicuelinas).

Quiebros e Chicuelinas - Como está a correr a temporada até ao momento?

João Maria Branco - Tem sido uma temporada importante devido ao facto de ser o primeiro ano de alternativa, penso que será uma temporada que irá ficar marcada por esse acontecimento.
Foi essa data (alternativa) que para mim ficará marcada para o resto da minha vida, à posteriori penso que tem sido um percurso bem delineado em que se tem pautado com corridas importantes que têm tido público e ambiente e que eu tento justificar todos os dias noite ou tarde após tarde tentar sempre o triunfo.

Q.C. - Quais os principais triunfos da temporada até ao momento?

J.M.B. - Penso que o dia da alternativa é um dia que marca pelo menos o resto da temporada faça a todas as outras corridas, porque foi um dia especial e que ficará marcado para o resto da minha vida recorde essa corrida como uma das mais importantes.
Depois já tive outras datas e corridas em que me senti bastante a gosto como por exemplo: Reguengos de Monsaraz, Portalegre, Istres (França), penso que tem sido uma temporada que se tem pautado pela positiva.

Q.C. - Como define o seu toureio?

J.M.B. - Tento que o meu toureio seja sério, de risco, tento tourear como interpreto o toureio que é com emoção e tentar expressar tudo o que vai dentro de mim, procuro interpretar acima de tudo o toureio ao meu próprio estilo e à minha própria forma de sentir esta tão bonita arte que é Tourear a Cavalo.

Q.C. - Como está composta actualmente a sua quadra de cavalos?

J.M.B. - Tenho uma quadra que considero boa em que tenho bastante confiança e penso que tenho três cavalos que são de grande destaque como são os casos do "Da Vinci", "Vistoso" e o "Zinco", são três cavalos com grandes potencialidades para me darem triunfos e também tenho um grande cavalo de saída que muito me ajuda que é o "Mendoza" .

Q.C. - Como é o seu dia-a-dia como cavaleiro tauromáquico?

J.M.B. - É uma vida de muito sacrifício, exige muito trabalho, dedicação, muitas horas compenetrado na profissão e é assim que é o meu dia-a-dia montando de sol a sol e tentar estar o máximo de horas disponivel
concentrado nesta actividade que é tão exigente e que assim se consegue chegar a algum lado com trabalho, trabalho e trabalho.

Q.C. - Que poderão continuar os aficionados a esperar de si?

J.M.B. - Que todos os dias eu saia (tourear) para dar a cara e para triunfar, e que acima de tudo quero marcar esta temporada para as demais que vierem acima de tudo é o primeiro ano de alternativa e agora sim começa a minha carreira e que seja uma carreira longa com projecção e logo triunfal, espero que assim seja.

Q.C. - Que opinião tem sobre o ambiente das corridas de toiros aqui na Nazaré?

J.M.B. - É um ambiente extraordinário, é uma das praças que mais me satisfaz não só a tourear mas também passar algumas horas antes das corridas visto ser uma praça com muita importância a nivel nacional, e penso que qualquer toureiro que aqui venha disfrute e eu disfruto imenso de tourear aqui e é um orgulho tourear na Nazaré e espero que esta noite seja uma boa corrida de toiros e que tudo saia pelo melhor.

Sem comentários:

Enviar um comentário