quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Filipe Gonçalves volta a triunfar por cá (Nazaré) e Manuel Telles Bastos com actuação de muita verdade.

Tauromaquia: Temporada nazarena fecha com balanço positivo.

 Novilhada com bons apontamentos sobretudo na parte apeada.

Reportagem: Bruno Paparrola/ Joaquim José Paparrola (fotos).

A Praça de Toiros do Sitio da Nazaré recebeu no passado dia 7 de Setembro, uma
grandiosa corrida de toiros inserida nas Festas em Honra de Nossa Senhora da Nazaré.
Em praça os cavaleiros: Marcos José, Sónia Matias, Filipe Gonçalves, Manuel Ribeiro Telles Bastos, Marcos Bastinhas e Ana Rita.
Pegaram os seis toiros da ganadaria portuguesa de Eng.Luís Rocha, os grupos de forcados Amadores de Alcochete e Caldas da Rainha, capitaneados respetivamente pelos cabos Vasco Pinto e Nuno Vinhais.

Marco José cumpriu no seu regresso à Nazaré.

Abriu praça o cavaleiro caldense Marco José, que obteve uma boa actuação perante um toiro com dificuldades de visão, que no inicio se desinteressava da lide.
Nos curtos, montando o “Girassol” esteve em bom plano, preparando bem as sortes e depois frontalmente cravando ferros cingidos consentindo ao estribo, perante um toiro que depois de ter levado com os compridos investiu com mais clareza no momento das reuniões. Culminou a sua boa lide com um “violino” e um “palmo”, que muito agradaram aos aficionados presentes na Praça de Toiros da Nazaré.

Sónia Matias com passagem positiva.
A segunda lide da noite esteve a cargo da cavaleira Sónia Matias, que teve uma passagem bastante positiva pela Nazaré, colocando de início dois compridos à tira com as distâncias bem medidas.
Nos curtos montada no cavalo “Sultão”, esteve lidadora, colocando o toiro nos terrenos adequados para depois entrar-lhe pelos terrenos e deixar ferros de boa nota, perante um toiro colaborador e nobre nas investidas.

Filipe Gonçalves bisa de triunfos na Nazaré.

O terceiro cavaleiro a actuar foi Filipe Gonçalves, que obteve novamente na Nazaré um assinalável triunfo.
Começou bem de saída cravando dois bons ferros compridos à tira. Montado no cavalo “Universo”, andou a gosto levando o toiro pelo corredor das tábuas para depois o deixar em sorte e de seguida deixar ferros com acentuada batida ao piton contrário e que resultaram vibrantes, tendo o público aplaudido de pé os bons ferros de Filipe Gonçalves, perante um toiro colaborador e que se deu ao engano do cavaleiro permitindo ao mesmo tê-lo bem debaixo do braço para deixar a ferragem curta.
Culminou a sua excelente actuação com dois “estrondosos” pares de banderilhas a duas mãos, para receber estrondosa ovação.
Filipe Gonçalves foi o principal triunfador nesta temporada de 2012 na Praça de Toiros do Sitio da Nazaré, depois de ter rubricado igual ou melhor actuação no passado dia 18 de Agosto nesta mesma praça.

Telles Bastos com lide séria e de verdade.
Abriu a segunda parte da corrida, o cavaleiro Manuel Ribeiro Telles Bastos, que desenvolveu uma lide séria, correcta e de muita verdade.
Nos compridos cravou dois à tira, para depois montado na “Rosa” e no “Rilvas”, dar um autêntico recital de toureio a cavalo à portuguesa, preparando correctamente as sortes para depois ao mais estilo clássico em sorte frontal pisando bem os terrenos do toiro que teve pela frente, deixando de alto a baixo ferros muito meritórios perante um oponente de boas investidas na hora da reunião e que permitiu uma boa actuação de Manuel Ribeiro Telles Bastos.

Marcos Bastinhas em plano regular.

A quinta lide da noite esteve a cargo do cavaleiro Marcos Bastinhas, que teve uma prestação regular apesar da pouca investida e interesse do seu toiro na lide.
De saída montado na égua “Xita” cravou dois bons ferros compridos em sorte cambiada e que resultaram muito bem. Nos curtos apontou alguns bons ferros, e apesar de não ter escutado música continuou a dar o seu melhor, tendo acabado a sua lide com dois bons pares de banderilhas e um violino que fizeram com que tivesse acabado a sua actuação em bom plano.

Ana Rita irregular.

A última lide da noite esteve a cargo da cavaleira Ana Rita, que teve uma actuação irregular, não se entendendo com os cavalos e com o toiro (que foi o mais pesado da corrida).
Nos compridos cravou três em sortes aliviadas com o quarteio um pouco aberto demais.
Nos curtos cravou dois bons ferros em sorte frontal, mas o pior veio a seguir aquando no remate a um ferro de violino ter tido uma queda junto às tábuas, mas sem consequências de maior.
Depois de muitas passagens em falso, lá deixou dois palmos em “violino” com que terminou a sua irregular actuação.

Forcados
No que diz respeito à forcadagem, a primeira pega da noite foi efectuada pelo forcado dos Amadores de Alcochete, Pedro Viegas que se fechou à córnea ao segundo intento.
A segunda pega da noite esteve a cargo do forcado dos Amadores das Caldas da Rainha, Mário Cardeira que se fechou à quarta tentativa à córnea, com as ajudas carregadas.
A terceira da noite foi executada pelo
forcado dos Amadores de Alcochete, Fernando Quintela, que efectuou grande pega à córnea à segunda tentativa.
A quarta pega da noite foi executada pelo forcado dos Amadores da Caldas da Rainha, António Cunha que fechou extraordinariamente à córnea, ao segundo intento.
A quinta pega da noite esteve a cargo forcado Diogo Timóteo dos Amadores de Alcochete, tendo-se fechado bem à córnea, à primeira tentativa.
O último toiro da noite foi pegado pelo forcado dos Amadores das Caldas da Rainha, Francisco Mascarenhas, que se fechou bem à córnea ao primeiro intento.

Novilhada
A Praça de Toiros do Sitío da Nazaré, recebeu no passado dia 8 de Setembro um espectáculo de Variedades Taurinas inserida no 1ºCiclo de Novilhadas de Escolas Taurinas. Actuaram os cavaleiros praticantes: Miguel Tavares e Maria Mira; Cavaleira Amadora: Mara Pimenta; o Novilheiro: Pedro Noronha da Escola Taurina “José Falcão” de Vila Franca de Xira; e os Bezerristas: João Rodrigues (Escola de Toureiro da Moita) e Diogo Peseiro da Escola da Academia de Toureio do Campo Pequeno.
Pegaram os três toiros da ganadaria portuguesa de Pinto Barreiros, os forcados Amadores de Alenquer, tendo-se lidado na lide apeada toiros da ganadaria portuguesa de Falé Filipe. Os jovens toureiros mostraram bons apontamentos e prometem ser figuras do Toureio no futuro, alguma irregularidade nalguns como é obvio por falta de maturidade devido à pouca idade e experiência nas arenas, mas que ao longo do tempo irão melhorar para melhor.
A primeira pega da noite esteve a cargo de David Vicente, que se fechou bem à córnea ao primeiro intento.
A segunda pega da noite esteve a cargo do forcado André Matias, que se fechou bem à barbela à segunda tentativa.
A última pega da noite esteve a cargo do forcado Jaime Mendes, que efectuou boa pega ao primeiro intento.

Sem comentários:

Enviar um comentário